Informação também é “arma” fundamental para combater a Covid-19

Destaques – 13 a 17 de abril de 2020

Emoji Informação também é “arma” fundamental para combater a Covid-19
2⃣ Webinar da ONU: a importância do saneamento básico para o combate ao coronavírus
3⃣ ONDAS é signatário de carta que reivindica dos governantes “Comida Saudável para o Povo”
4⃣ Seminário virtual sobre conflitos políticos da água
5⃣ Covid-19: países árabes e Índia têm grande parte da população sem saneamento
6⃣ IBGE e ANA lançam estudo sobre uso da água na agricultura de sequeiro no Brasil

Emoji
INFORMAÇÃO TAMBÉM É “ARMA” FUNDAMENTAL PARA COMBATER A COVID-19
direito à água 7Como em toda a “guerra”, a informação é uma das principais “armas”. No combate à Covid-19 não é diferente, ainda mais, em uma época em que há um aumento da disseminação de fake news.

Neste contexto, o ONDAS, que trabalha com o tema relacionado ao principal recurso no combate ao novo coronavírus (água – saneamento), tem contribuído com a divulgação de informação baseada em estudos de especialistas da área.

Já foram divulgados diversos artigos, estudos e manifestos para cobrar das autoridades ações voltadas para a população mais vulnerável e para informar essas pessoas sobre a doença e suas formas de prevenção. Além disso, foi elaborada uma propositura de ações necessárias, por parte do poder público e de agentes empresariais e sociais, para garantir as condições necessárias para proteger a população, fundamentalmente a mais vulnerável.
Clique aqui para ver todas as publicações do ONDAS e seus parceiros em relação à Covid-19.

direito à água 6INFORMATIVO POPULAR
A mais recente publicação, organizada pelo ONDAS, é o informativo Direito à água em tempos de pandemia, que com uma linguagem simples fala sobre o novo coronavírus diretamente com a população mais vulnerável, que mora nas favelas, comunidades, ocupações, palafitas, “baixadas”, “grotões”, vilas, mocambos e “quebradas”.  A publicação traz orientações e recomendações sobre o que pode ser feito para a população ter acesso à água tratada nesse momento emergencial.

Trata-se de um material de qualidade para ser trabalhado com movimentos populares e distribuído, de forma geral, à população. Ele está disponível na versão online e na versão para impressão.
➡  Acesse aqui ambas as versões.

O processo de tomada de decisões a que estamos sendo submetidos todos os dias, o tempo todo, não pode simplesmente ser baseado em “chutes”, mas sim em informações confiáveis. É nisso que o ONDAS acredita e para isso que tem trabalhado. Vamos juntos vencer a Covid-19!

2⃣
WEBINAR DA ONU: A IMPORTÂNCIA DO SANEAMENTO BÁSICO PARA O COMBATE AO CORONAVÍRUS
direito à água 5A Rede Brasil do Pacto Global (ONU) realiza o webinar “COVID-19 e ODS6: a importância do saneamento básico para o combate ao coronavírus”, no próximo dia 23 de abril.

O webinar se propõe a reunir especialistas de diversas áreas para discutir como podemos garantir o acesso à água potável e saneamento adequado as milhões de pessoas no Brasil que não possuem acesso a esses direitos básicos. O que as empresas podem fazer para colaborar para minimizar o risco ao qual a população mais vulnerável está exposta neste momento, causada pela falta de infraestrutura de saúde e saneamento adequadas para lidar com a propagação do vírus.
Mais informações e inscrições, acesse aqui.

3⃣
ONDAS É SIGNATÁRIO DE CARTA QUE REIVINDICA DOS GOVERNANTES “COMIDA SAUDÁVEL PARA O POVO”
direito à água 4Em carta destinada aos governos federal, estaduais e municipais e à sociedade brasileira, 315 organizações e movimento sociais, entre elas o ONDAS, pedem a que no curto prazo seja ampliado o orçamento do Programa de Aquisição de Alimentos – PAA – para 2020 e 2021 e ajustes administrativos e operacionais para dar celeridade às compras.

O documento justifica que diante do cenário da pandemia, “assistiremos o retorno a níveis alarmantes de fome e desnutrição em parcela importante do povo brasileiro se medidas emergenciais não forem tomadas por parte do Estado. (…) Para tanto, além de assegurar a transferência de renda, é fundamental garantir que as pessoas tenham acesso aos alimentos saudáveis, com especial atenção às parcelas mais empobrecidas da população”.
Clique aqui para ler a carta. 

4⃣
SEMINÁRIO VIRTUAL SOBRE CONFLITOS POLÍTICOS DA ÁGUA
direito à água 3O Serviço Paz e Justiça da Argentina, em parceria com a Universidade de Rosário, está com inscrições abertas para o Seminário virtual Conflitos políticos da água.
Entre os objetivos do curso, estão:
. Tornar visíveis os conflitos políticos da água.
. Examinar as ausências e insuficiências de políticas públicas.
. Examinar as contradições dos meios de produção, modos de distribuição e consumo da sociedade de mercado em relação ao meio ambiente saudável.
. Apresentar alternativas biocêntricas para o desenvolvimento da água.
. Apresentar o “desastre” de naturalizar as catástrofes da escassez de água no país, na região e no planeta.
Para mais informações e inscrições, acesse aqui.

5⃣
COVID-19: PAÍSES ÁRABES E ÍNDIA TÊM GRANDE PARTE DA POPULAÇÃO SEM SANEAMENTO
direito à água 2Nesta quarta-feira (16/4), a Comissão Econômica e Social das Nações Unidas para a Ásia Ocidental  – UNESCAP –  informou que quase 74 milhões de pessoas no mundo árabe estão mais expostas ao novo coronavírus, devido à falta de acesso a banheiros e sabão.

“Embora a lavagem das mãos tenha sido estabelecida em todo o mundo como a melhor ferramenta de prevenção contra a contaminação por Covid-19, esse ato simples é difícil em uma região onde 74 milhões de pessoas não têm acesso a um dispositivo básico de lavagem”, enfatiza a Comissão Econômica e Social das Nações Unidas para a Ásia Ocidental – UNESCAP. Cerca de 31 milhões de pessoas no Sudão não têm banheiros e sabão, outros 14,3 milhões no Iêmen e 9,9 milhões no Egito, segundo o relatório da agência das Nações Unidas, com sede em Beirute.

Situação similar vive a Índia, onde cerca de 600 milhões de pessoas sofrem de escassez aguda de água, ou seja, acessam o recurso em volume insuficiente e precisam racioná-lo.

Por enquanto, esses países ainda não têm número elevado de casos de Covid-19, isso porque, segundo especialistas, entre eles o médico indiano Yogesh Jain: “a maioria dos países onde o coronavírus está em estágio avançado são predominantemente urbanos, enquanto que a população da Índia ainda é 69% rural”. Porém, por ser um vírus totalmente novo, nenhuma hipótese é definitiva. [foto: Noah Seelam (reprodução Outras Palavras)]

6⃣
IBGE E ANA LANÇAM ESTUDO SOBRE USO DA ÁGUA NA AGRICULTURA DE SEQUEIRO NO BRASIL
Levantamento analisa dados mensais de 2013 a 2017 e será incorporado às Contas Econômicas Ambientais da Água no Brasil. Cultivos de sequeiro são aqueles que não recebem irrigação. De 2013 a 2017, esse tipo de cultivo no país enfrentou um déficit hídrico médio de 37%. A Agência Nacional de Águas – ANA – e o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE – produziram o levantamento Uso da Água na Agricultura de Sequeiro no Brasil (2013-2017), com informações estratégicas para o planejamento do uso da água e o aperfeiçoamento de políticas agrícolas no país. A agricultura de sequeiro é aquela que não recebe nenhum tipo de irrigação.
Para mais informações, clique aqui.

CONFIRA AS EDIÇÕES ANTERIORES DE A SEMANA – clique aqui

direito à água 1

Compartilhe nas Redes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *