ONDAS – Observatório dos Direitos à Água e ao Saneamento

ONDAS participa do seminário Saneamento na Pauta dos Presidenciáveis

Destaques – 3 a 9 de setembro de 2022

Emoji ONDAS participa do seminário Saneamento na Pauta dos Presidenciáveis
2⃣ Em carta ao Estadão, ONDAS responde a editorial sobre privatização do saneamento
3⃣ Brasil é competitivo porque exporta soja sem cobrar por água e biodiversidade perdidas, diz cientista
4⃣ Em retrocesso maior que a média mundial, Brasil retorna ao nível de 2014 no IDH da ONU
5⃣ Le Monde Diplomatique debate com ONDAS direito a água e ao saneamento
6⃣ Agenda: lançamento do grupo de Assuntos Jurídicos do ONDAS

Emoji
ONDAS PARTICIPA DO SEMINÁRIO SANEAMENTO NA PAUTA DOS PRESIDENCIÁVEIS

No dia 2 de setembro, a coordenadora geral do ONDAS, Renata Furigo, participou do último painel do Seminário Nacional da Aesbe – Saneamento na Pauta dos Presidenciáveis: “Desafios e Perspectivas frente ao Novo Marco Legal do Saneamento”. O evento, realizado em Brasília, com transmissão on-line, contou com a participação de 250 pessoas de todo o Brasil e teve o objetivo de promover o debate sobre os desafios, as experiências e soluções frente ao Novo Marco Legal.

O ONDAS reafirmou sua posição contrária à privatização do saneamento, que vai excluir os mais pobres do acesso ao serviço. Além disso, aproveitou o momento e entregou para a ex-ministra Miriam Belchior, que representava o candidato Luiz Inácio Lula da Silva (PT), as propostas do Observatório para o programa de governo na área do saneamento.

Para conferir o painel na íntegra, acesse: https://www.youtube.com/watch?v=79bEkDDIN9E

2⃣
EM CARTA AO ESTADÃO, ONDAS RESPONDE A EDITORIAL SOBRE PRIVATIZAÇÃO DO SANEAMENTO

Em seu editorial de 27 de agosto, o Estadão tratou da privatização do saneamento usando um raciocínio que contém muitas imprecisões que devem ser corrigidas. Neste sentido, o ONDAS encaminhou ao jornal uma carta em que desmonta uma série de argumentos.

“Para conseguirmos levar água e esgoto para todas as pessoas, precisamos promover um debate amplo e transparente, permitindo que a sociedade possa escolher de que forma prefere tratar este problema. Mas uma coisa temos certeza: se o Poder Público deixar de atuar no setor, o resultado será menos água limpa, mais poluição, tarifas mais caras e muita discriminação social, o que é inaceitável”, afirma o Observatório na carta.

Leia na íntegra aqui: https://ondasbrasil.org/ondas-responde-a-editorial-do-estadao-sobre-privatizacao-do-saneamento/

3⃣
BRASIL É COMPETITIVO PORQUE EXPORTA SOJA SEM COBRAR POR ÁGUA E BIODIVERSIDADE PERDIDAS, DIZ CIENTISTA

Para o biólogo e pesquisador Reuber Brandão, o Cerrado brasileiro vive um momento dramático: o desmatamento e o avanço descontrolado do agronegócio sobre o território estão matando nascentes de água e pequenas lagoas extremamente importantes para o abastecimento da população e a geração de energia elétrica.

Oito das 12 principais bacias hidrográficas brasileiras, como as dos rios São Francisco e Paraná, nascem nesse que é o segundo maior bioma do país, perdendo só para a Amazônia.

Segundo Brandão, o uso da água do Cerrado para irrigação de produtos agrícolas, principalmente a soja, está diminuindo o volume do recurso nessas bacias, além de destruir boa parte da fauna e da flora que fazem do bioma a savana mais biodiversa do planeta.

Confira reportagem da BBC: encurtador.com.br/jtxDS

4⃣
EM RETROCESSO MAIOR QUE A MÉDIA MUNDIAL, BRASIL RETORNA AO NÍVEL DE 2014 NO IDH DA ONU

O IDH da ONU (Organização das Nações Unidas) mostra que o Brasil desceu para a 87ª posição em 2021, no ranking que mede o bem-estar da população considerando os indicadores de saúde, escolaridade e renda. É a primeira vez em três décadas que o Índice de Desenvolvimento Humano do Brasil cai por dois anos seguidos globalmente.

O relatório do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud) foi divulgado em 8 de setembro. No documento, o Brasil aparece com um IDH de 0,754, entre 191 países, apontando queda de três posições em relação a 2020, quando o país ocupou o 84º lugar com 0,765. Ou seja, o Brasil recuou ao patamar de 2014, quando o IDH do país também era de 0,754. É um retrocesso maior do que a média mundial — o IDH global retrocedeu ao nível de 2016.

Dos indicadores que medem o IDH, o que pesou mais para derrubar o Brasil no ranking foi a saúde. Isso evidencia o impacto da pandemia de Covid-19 nos dados brasileiros. Com mais de 670 mil mortes pela doença, o Brasil só perde para os Estados Unidos no ranking mundial de óbitos. A inépcia do governo federal em gerir a crise sanitária e o discurso negacionista do presidente, que chamou a Covid-19 de “gripezinha”, contribuíram bastante para esses números.

5⃣
LE MONDE DIPLOMATIQUE DEBATE COM ONDAS DIREITO A ÁGUA E AO SANEAMENTO

Marcos Helano Montenegro, coordenador de comunicação do ONDAS, e Ana Lucia Britto, integrante do Conselho de Orientação do ONDAS, foram os convidados do Le Monde Diplomatique para um debate sobre água e saneamento a partir das ameaças e efeitos da privatização.

Assista ao programa: https://diplomatique.org.br/tv/agua-e-saneamento-os-efeitos-da-privatizacao/

6⃣
AGENDA: LANÇAMENTO DO GRUPO DE ASSUNTOS JURÍDICOS DO ONDAS

No dia 13 de setembro, às 18h, será lançado o grupo de Assuntos Jurídicos do ONDAS. O evento on-line terá a participação de Graça Borges de Freitas , Juíza Titular da Vara do Trabalho de Ouro Preto, com a palestra “Direito Fundamental à Água: Entre Brasil e Colômbia”. A mediação ficará por conta do coordenador de Assuntos Jurídicos do ONDAS, Amael Notini.

O evento é aberto e para participar basta acessar a sala do Zoom no dia e horário marcados: bit.ly/3CYBJ7G

 

FORTALEÇA A LUTA DO ONDAS EM DEFESA DO DIREITO À ÁGUA!
. Você ainda não é sócio do ONDAS?
ONDAS é constituído por pessoas que acreditam e trabalham pelo saneamento público universal e de qualidade. Seus associados são acadêmicos, pesquisadores, estudantes, trabalhadores do setor, integrantes de movimentos sociais que têm a convicção de que água é um direito, não mercadoria.
Você também pode ser um associado do ONDAS! 📝Preencha o formulário e junte-se a nós.


CONFIRA AS EDIÇÕES ANTERIORES DE A SEMANA – clique aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *