Presidente da Conam fala sobre Marcha pela Vida

A Marcha pela Vida, que acontecerá no dia 9 de junho (terça-feira), convida os diversos setores da sociedade a fortalecerem a defesa da vida, em diálogo com outros direitos como saúde, cidade, meio ambiente e principalmente a democracia.

O ONDAS entrevistou Getúlio Vargas Júnior, presidente da Conam – Confederação Nacional das Associações de Moradores, e membro do Conselho Nacional de Saúde.

ONDAS: Dia 9 de junho, haverá a Marcha pela Vida. Quem a organiza?
Getúlio Vargas Júnior: O Conselho Nacional de Saúde, conjuntamente com diversas entidades importantes como ABI, Abrasco, CEBES, CNBB, Rede Unida, SBB e SBPC organizam a marcha.

ONDAS: Quais as atividades que acontecerão no dia 9?
Getúlio Vargas Júnior: Temos uma programação que se estenderá pelo dia todo.

. 9h -12h: Atividades das Entidades e Movimentos

. 12h-13h: Tuitaço com as hashtags #MarchaPelaVida e #FrentePelaVida, e uma Manifestação Virtual em Brasília, por meio do Manif.app.

. 13h-15h: Painel de depoimentos de pessoas de todos os setores sociais em torno dos 6 eixos do documento-base da Frente pela Vida

. 16h: Ato político de apresentação pública e, também, possivelmente no Congresso Nacional dos pontos essenciais da Marcha pela Vida contidos no documento-base

. 18h-19h: Programação cultural

ONDAS: A marcha elaborou uma de declaração com 6 eixos. Fale-nos um pouco sobre eles.
Getúlio Vargas Júnior: A Frente pela Vida, para a qual todos os setores da sociedade brasileira estão convidados a participar, está baseada nos seguintes pilares:

• O direito à vida é o bem mais relevante e inalienável da pessoa humana, sem distinção de qualquer natureza;

• As medidas de prevenção e controle para o enfrentamento da pandemia da COVID-19 devem ser estabelecidas com base científica e rigorosamente seguidas a partir de planejamento articulado entre os governos federal, estadual e municipal;

• O Sistema Único de Saúde (SUS) é instrumento essencial para preservar vidas, garantindo, com equidade, acesso universal e integral à saúde;

• A solidariedade, em especial para com os grupos mais vulneráveis da população, é um princípio primordial para uma sociedade mais justa, sustentável e fraterna;

• É imprescindível para a vida no Planeta a preservação do meio ambiente e da biodiversidade, garantindo a todos uma vida ecologicamente equilibrada e sustentável;

• A democracia e o respeito à Constituição são fundamentais para assegurar os direitos individuais e sociais, bem como para proporcionar condições dignas de vida para todas as brasileiras e todos os brasileiros.

ONDAS: Existe a ideia ou proposta de que a marcha se repita nos próximos anos?
Getúlio Vargas Júnior: Isso será avaliado no dia 10 de junho a partir da manutenção da frente e novas agendas. Esperamos que se torne uma frente atuante perante a atual conjuntura.

ONDAS: Você quer deixar uma mensagem final?
Getúlio Vargas Júnior: O Brasil vive uma grave crise – sanitária, econômica, social e política – exigindo de toda sociedade, especialmente de governantes e representantes do povo, o exercício de uma cidadania guiada pelos princípios da solidariedade e da dignidade humana, baseada na democracia e na busca de soluções conjuntas para o bem comum de toda a população.

O país é hoje o epicentro da pandemia da COVID-19 na América Latina. Temos a maior taxa de transmissão da doença, o segundo maior número de casos no mundo e a maior taxa diária de mortes, mesmo sem considerar a comprovada subnotificação. Vivemos uma situação de gravíssima emergência em saúde pública.

Esse é o momento de fortalecer a relação com amplas frentes em defesa da vida, mas a vida dialogando com outros direitos como saúde, cidade, meio ambiente e principalmente a democracia.

Compartilhe nas Redes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *