ONDAS – Observatório dos Direitos à Água e ao Saneamento

Saneamento nas eleições estaduais: invisível, genérico ou ambíguo?

Destaques – 24 a 30 de setembro de 2022

Emoji Saneamento nas eleições estaduais: invisível, genérico ou ambíguo?
2⃣ Governo federal corta e para maior programa de acesso à água do Nordeste
3⃣ Bolsonaro promete privatizações enquanto mundo vive onda de reestatização
4⃣ ONDAS realiza webinar sobre saneamento rural
5⃣ Arrojo-Agudo apresenta relatório sobre direitos dos povos indígenas à água e ao saneamento
6⃣ APU promove debate sobre o saneamento na perspectiva dos candidatos ao Governo de São Paulo
7️⃣ Vem aí “O futuro é público”

Emoji
SANEAMENTO NAS ELEIÇÕES ESTADUAIS: INVISÍVEL, GENÉRICO OU AMBÍGUO?

O que os principais candidatos a governador prometem fazer a respeito do saneamento básico em seus estados? A equipe de pesquisadores do Privaqua vasculhou os programas de governo dos candidatos com maior intenção de voto em 14 estados, para avaliar como o tema do saneamento aparece em suas propostas.

Leia o texto da interação ONDAS-Privaqua em: https://ondasbrasil.org/saneamento-nas-eleicoes-estaduais-invisivel-generico-ou-ambiguo/

2⃣
GOVERNO FEDERAL CORTA E PARA MAIOR PROGRAMA DE ACESSO À ÁGUA DO NORDESTE

Ao longo dos quatro últimos anos, o governo federal reduziu e em 2022 praticamente parou as construções de cisternas, tecnologia fundamental para garantir o acesso à água a famílias que convivem com a seca, configurando mais um caso de regressão de direitos humanos à água e ao esgotamento sanitário no governo Bolsonaro.

As cisternas para uso humano são grandes caixas de água com capacidade para armazenar 16 mil litros de água da chuva ou aquela colocada por carros-pipa (em épocas de seca). No caso, para armazenar água da chuva, são instaladas calhas ao longo do telhado que despejam o líquido diretamente na cisterna.

Nos últimos meses, o governo tem executado apenas contratos antigos ou feito cisternas com verbas destinadas por emendas parlamentares.

Em junho, o programa entregou apenas 18 equipamentos, o recorde negativo desde que ele foi lançado, no final de 2003.

Leia matéria completa do UOL em: https://noticias.uol.com.br/colunas/carlos-madeiro/2022/09/25/governo-bolsonaro-corta-e-para-maior-programa-de-acesso-a-agua-do-nordeste.htm

3⃣
BOLSONARO PROMETE PRIVATIZAÇÕES ENQUANTO MUNDO VIVE ONDA DE REESTATIZAÇÃO

O presidente Jair Bolsonaro promete em sua campanha à reeleição aumentar as privatizações, vendendo até a Petrobras. E essa promessa é feita justamente quando, mundo afora, governos decidem retomar o controle de companhias hoje privadas.

Segundo monitoramento realizado pela entidade holandesa Transnational Institute (TNI), houve 1.599 casos de “desprivatização” de serviços no mundo desde o ano 2000.

De acordo com dados tabulados pelo TNI, de 2000 a 2010, 418 casos ocorreram – média de 38 por ano. Já de 2011 a 2021, foram 1.127 casos – média de 100 por ano, alcançando um teto de 196 casos só durante 2016.

Saiba mais em: https://www.brasildefato.com.br/2022/09/25/bolsonaro-promete-privatizacoes-enquanto-mundo-vive-onda-de-reestatizacao

4⃣
ONDAS REALIZA WEBINAR SOBRE SANEAMENTO RURAL

No dia 29 de setembro, aconteceu o webinar “Mulheres que falam de saneamento: os desafios do déficit nas áreas rurais” com as participações de Renata Furigo, Engenheira Civil e coordenadora geral do ONDAS; Sonaly Rezende, Engenheira Civil, Professora e Pesquisadora do Departamento de Engenharia Sanitária e Ambiental da UFMG; e Vania Neu, Bióloga e Pesquisadora do Instituto Socioambiental e dos Recursos Hídricos da Universidade Federal Rural da Amazônia – UFRA.

Confira o webinar na íntegra aqui.

5⃣
ARROJO-AGUDO APRESENTA RELATÓRIO SOBRE DIREITOS DOS POVOS INDÍGENAS À ÁGUA E AO SANEAMENTO

Pedro Arrojo-Agudo, relator especial sobre os direitos humanos à água potável e ao saneamento, apresentou, ao Conselho de Direitos Humanos da ONU, relatório sobre os direitos dos povos indígenas à água potável e ao saneamento.

Arrojo-Agudo disse que os povos indígenas eram os habitantes originais do mundo, mas agora são marginalizados, e, em muitos casos, vivem em situações de extrema pobreza, sofrendo uma série de injustiças, e, ainda assim, lutam para manter seu conhecimento ancestral.

Na próxima semana o site do Ondas trará a tradução para o português deste relatório.

Leia em: https://www.ungeneva.org/en/news-media/meeting-summary/2022/09/les-peuples-autochtones-pratiquent-une-gestion-integree-du

6⃣
APU PROMOVE DEBATE SOBRE O SANEAMENTO NA PERSPECTIVA DOS CANDIDATOS AO GOVERNO DE SÃO PAULO

A Associação dos Profissionais Universitários da Sabesp – APU promoveu no formato online o Painel “O Saneamento na Perspectiva dos Candidatos ao Governo de São Paulo”. Para o debate, a APU convidou os candidatos que ocupam as três primeiras posições em todas as pesquisas de intenção de voto realizadas na primeira quinzena de setembro de 2022: Fernando Haddad (PT), Tarcísio de Freitas (REP) e Rodrigo Garcia (PSDB).

Com esta iniciativa, a APU objetivou apresentar e debater as propostas para o saneamento paulista e para a Sabesp dos principais candidatos ao cargo de governador do estado de São Paulo.

Saiba mais em: https://www.apu.com.br/apu-promove-debate-sobre-saneamento-na-perspectiva-dos-candidatos-ao-governo-de-sp/

7️⃣
VEM AÍ “O FUTURO É PÚBLICO”

A Conferência Nosso Futuro é Público de2022 reunirá movimentos sociais e organizações da sociedade civil de todo o mundo em Santiago, Chile, para 4 dias de atividades com o objetivo de desenvolver estratégias e narrativas para fortalecer os serviços públicos visando realizar os direitos econômicas, sociais e culturais e combater os efeitos das alterações climáticas.

Os dois primeiros dias serão dedicados a reuniões setoriais sobre saúde, educação, agricultura, justiça econômica e proteção social, energia, sistemas alimentares, habitação, transporte, resíduos e água. Os dois dias finais reunirão todos os movimentos e organizações participantes da conferência para uma discussão coletiva sobre temas transversais, incluindo a emergência climática, igualdade de gênero, justiça econômica e tributária e apropriação democrática.

Saiba mais aqui.

 

FORTALEÇA A LUTA DO ONDAS EM DEFESA DO DIREITO À ÁGUA!
. Você ainda não é sócio do ONDAS?
ONDAS é constituído por pessoas que acreditam e trabalham pelo saneamento público universal e de qualidade. Seus associados são acadêmicos, pesquisadores, estudantes, trabalhadores do setor, integrantes de movimentos sociais que têm a convicção de que água é um direito, não mercadoria.
Você também pode ser um associado do ONDAS! 📝Preencha o formulário e junte-se a nós.


CONFIRA AS EDIÇÕES ANTERIORES DE A SEMANA – clique aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *